Verdade sobre Barragem Rio Flores, Pedreiras.
12/04/2018 - 10h08 em Novidades

A barragem do Rio Flores, localizada no Município de Joselândia, está sempre no centro das atenções, desde que o inverno seja rigoroso, nas principais cidades que são banhadas pelo Rio Mearim, que ganham mais volume de água, através do Rio Corda (Barra do Corda) e do Rio Flores, outro que desemboca no leito do Mearim. Comentários, em certo ponto desencontrados, surgem de tal maneira que chegam a causar trauma em muita gente, principalmente aos ribeirinhos.

Nas redes sociais, em especial, WhatsApp, circulam sempre comentários ou imagens de outras represas como se fosse da barragem do Flores, e cada vez mais, de forma desencontrada, como se algo de ruim estivesse acontecendo ou prestes a acontecer, até mesmo um possível rompimento das paredes gigantescas reforçadas com pedras e concreto, que causaria uma enorme inundação, a ponto de fazer desaparecer pequenos povoados ao longo do leito do Rio Mearim.

Foto: José Filho

As dúvidas em relação aos inúmeros comentários são reais, e, existe aquele que de tanto ser repetido, prioriza o olhar e o cuidado de quem conhece a verdadeira situação da Barragem do Flores, para trazer à tona o real momento, que somente uma visita in loco pode confirmar ou desfazer os comentários horripilantes sobre a represa. Diante tamanhã incerteza, e para tranquilizar a todos, o Presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Mearim, José Filho, acompanhado de outras pessoas, como por exemplo, integrantes da Secretaria de Meio Ambiente de Pedreiras, esteve na tarde desta terça-feira (10) visitando a barragem. Notório, que, José Filho comprovou o grande volume d´água na represa, mas nada anormal, até por que, de acordo com as chuvas que caem, os afluentes do Rio Flores, sem outro rumo, o destino certo é a Barragem. 

Ao Blog, José Filho disse  o seguinte, sobre a visita que fez à Barragem:

José Filho – Presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Mearim/Foto: Milton

A barragem não tem nenhum problema de estrutura nesse momento. Lá está sendo feito um trabalho de intervenção, para que melhore a condição da barragem. Então, não tem problema de estrutura, isso, a gente pode comprovar. Estão faltando três metros, a três metros e meio, para que a barragem possa sangrar pelo vertedouro, que é uma questão normal, mas eu acredito que ela não vá sangrar assim tão rápido. São três metros de altura e água, você sabe o que é nível, então, cinquenta quilômetros de água, é muita água, não é pouca chuva para poder atingir isso. Houve problema de muita chuva na região de Presidente Dutra e em Tuntum, que colocou muita água lá. Agora, se, se passar água pelo vertedouro, essa água vem direito para o Rio Flores, então, é obvio que vai aumentar o volume de água no Rio Mearim, mas no geral, conforme as fotos, não tem nada de anormal na barragem, a estrutura está normal, as comportas estão fechadas, mas, mesmo as comportas fechadas, não tem perigo nenhum de barragem romper. Quem fala sobre rompimento de barragem, não entende nada de barragem. Pra se ter uma ideia, para haver um rompimento, seria preciso toda água passar por cima da barragem, e, para isso acontecer, ainda faltam uns vinte metros, a prumo (instrumento para detectar ou conferir a vertical do lugar e elevar o ponto). Pra mais informações, se a água passar pelo vertedouro, que é o excedente da barragem, é um processo normal, ou seja, é a segurança da barragem.” Disse o Presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Mearim, José Filho, que também é Engenheiro Civil.

Um vertedouro é um regulador de nível de um reservatório/Foto: José Filho

Esperamos que com todas essas informações, diga-se de passagem, com autoconhecimento, todos possamos ter mais tranquilidade.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!