Motorista do ônibus da Sideral que tombou na MA-119, fala em entrevista
12/10/2017 - 9h25 em Novidades
Vídeo com a entrevista
 
Elias Abel da Silva, 50 anos, motorista do ônibus da Empresa Sideral, que tombou na MA-119, na madrugada da última terça-feira (10), negou, em entrevista exclusiva ao repórter Jorge Henrique (TV  Ouro Vivo, canal 9 de Pedreiras), que fugiu do local do acidente sem prestar socorro. O acidente causou a morte de um idoso e deixou cerca de 10 passageiros feridos. O ônibus fazia a rota Imperatriz – Esperantinópolis, e se acidentou logo na saída da cidade de Trizidela do Vale, menos de 10 minutos depois de deixar a rodoviária de Pedreiras.
 
Elias Abel da Silva relatou problemas mecânico do ônibus durante a viagem.
 
“Aconteceu que eu estava vindo de Imperatriz, sentido a Esperantinópolis e o carro estava com problemas, esquentando; eu atrasei o horário; ônibus passa às 8 da noite em Pedreiras, mas eu vim passar já era 3 e pouco da manhã; alguns passageiros desceram em Pedreiras e eu segui viagem, sentido a cidade Esperantinópolis; passando Trizidela do Vale, naquela curva, perdi o controle do veículo e o carro tombou”, contou o motorista.
 
Apesar do problema mecânico, o motorista assumiu parte da culpa pelo acidente.
 
“A falha foi do veículo e também minha, porque eu perdi o controle e não pude controlar e o carro veio a tombar”, disse.
 
O motorista da Sideral negou as denúncias dos passageiros que teria dormido ao volante, provocando o acidente e depois fugido do local sem prestar socorro às vítimas.
 
 “É mentira que eu fugi do local; o cobrador estava comigo, ajudei a retirar todo pessoal de dentro do ônibus, só não um senhor que estava preso embaixo. Como lá não tinha sinal de telefone, eu peguei uma carona para ligar para ambulância e para o corpo de bombeiros”, garantiu.
 
Elias foi entrevistado ontem, no começo da tarde, antes da morte do “seu Manuel”, o passageiro idoso que ficou preso às ferragens.  O motorista disse que tem 27 anos de experiência como motorista, que conhece a estrada e que trafega nela há 4 anos; no entanto, ele revelou que não é a primeira vez que ele vira um caro em sua trajetória como motorista.
 
Assista no vídeo a entrevista completa. 

O inquérito que apura o acidente está na 14ª Delegacia Regional de Pedreiras, aos cuidados do delegado regional Dr. Lucas Smith; e deve ser enviado a DP de Trizidela do Vale, sob-responsabilidade do delegado Márcio Mendes.
 
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!